Arte de Crescer e Minha Filha

julho 10, 2017

A Coqueluche

Minha filha teve coqueluche com 3 meses de idade. Contar a história dela começa com esta frase, sempre.

Imagine passar três dos seus primeiros seis meses de vida, tão importantes para a sua formação, lutando por ar. Imagine passar três meses assustada. Começando a aprender a usar suas vias aéreas, e elas te traindo. Dormindo menos de duas horas direto de cada vez, em um período em que toda a energia é necessária para crescer, desenvolver, aprender.

Ela era um bebê cansado. Minha preocupações eram muitas: Minha filha ainda mamava quase exclusivamente no peito; tossia TODA vez que dormia, e podia se engasgar (e morrer) se ficasse deitada tossindo; ela nunca tinha ficado longe de mim mais de 24 horas.

Mas eu tinha que voltar a trabalhar, então eu tinha que escolher um berçário. Rodei várias escolas do Gutierrez, onde minha filha mais velha já estudava.

Encontrando a Escola

Já tinha feito a inscrição em uma escola, quando passei na porta da Arte de Crescer. Não tinha marcado horário, mas perguntei se alguém poderia me atender.

E a Mariana aconteceu na minha vida.

Diretora da Arte de Crescer, junto com o Luis, seu irmão,  Mariana me encantou desde o primeiro momento, por seu carinho, calma, inteligência e preparação. Ela entendeu todas as minhas preocupações, conversou comigo, me mostrou a escola. Em todas as salas que eu entrava, o que eu via era um ambiente de conforto e amor. Muito amor.

As cuidadoras se interessaram por ela, aprenderam a cuidar dela quando ela estava tendo crises de tosse. Eu tinha espaço para ainda amamentar, e Mariana e eu combinamos horários flexíveis que permitiam que eu ficasse com minha filha duas tardes por semana. Todas as minhas preocupações foram ouvidas e consideradas.

Os Valores Humanos

Lógico que toda escola tem criança chorando. Mas a atitude em relação ao chorar é que é importante. Na Arte de Crescer, as crianças são acolhidas, respeitadas, ouvidas. E não só as crianças. Os pais também.

A primeira vez que a Rosa foi mordida na escola, já com 1 ano e meio, recebi uma carta da Mariana que jamais esquecerei. Começava assim: “Sabemos que nada irá confortar a dor de saber que sua filha foi machucada.” A partir daí, eu sabia que estávamos do mesmo lado. Éramos parceiras tentando resolver o problema. E foi assim em todas as ocasiões em que houveram dúvidas.

Eu me sentia ouvida e respeitada, o que não quer dizer que a escola fazia tudo o que eu queria. A Arte de Crescer fazia o que era melhor para a minha filha, e isso às vezes era diferente do que eu achava que queria. Nas vezes em que discordei da escola, Mariana e Luis sempre estiveram disponíveis para me esclarecer, conversar, indicar leituras e me tranquilizar com sua experiência e formação.

A Arte de Crescer…

E, dois anos depois, Rosa estava grande. Foram muitos momentos maravilhosos! Ela se tornou uma criança sorridente, feliz, engraçada. O amor recebido diariamente fez dela uma criança confiante, corajosa, sempre disposta a experimentar.

Agradeço profundamente à Mariana e ao Luis pelo carinho e atenção que minha filha recebeu de vocês. Esta foi, com certeza, parte fundamental da formação da maravilhosa personalidade dela.

Ana Rodrigues
Engenheira Elétrica, Doutora pela UFMG, Professora Universitária

 

Leave a reply
Carta Aberta dos Pais dos alunos da Arte de Crescer

Leave Your Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *